Site da rede
Artistasgauchos.com.br
artistasgauchos.com.br

Biografia

Marion Cruz é escritor, poeta, contador de histórias e professor de língua inglesa com certificação internacional (ECPE - The University of Michigan) e, em 2013, realizou curso de extensão em CLIL (Content Language Integrated Learning) pela International House em Londres. Mestre em Letras pela PUCRS, ministra oficinas de contação de histórias e de teatro na sala de aula. Possui livros publicados em literatura infantil e poesia; e prêmios em concursos literários e festivais de teatro. Participou como co-autor dos livros BRUXA MERRECA E BRUXA ZAMYA - VIAJANDO PELO BRASIL (Editora Cassol - 2005) e UMA HISTÓRIA MAL CONTADA E A CASA DESASSOMBRADA(2008). Em 2010 publicou  CHUVESIA e em 2011 lançou O QUE TEM NA BARRIGA DA FORMIGA? pela Editora Libretos. Também lançou THE GIRAFFE'S NECK (Editora Libretos - 2012), LILLY (2012), CADÊ O PRATO PRETO DO PATO PEDRO? (2013), O SUMIÇO DO PAI DE CAROL (Pé de Livros - 2014) , A CAIXA DE SONS (Pé de Livros - 2015) e GIRA-GIRA DA GIRAFA RAFA (Pé de Livros - 2017)

Publica poemas no Jornal do Povo de Cachoeira do Sul desde 1992 quando participou do seu primeiro concurso de poesia aos 14 anos e recebeu Menção Honrosa. Ainda criança escrevia histórias para contar aos amigos da escola e adorava ler todos os livros que encontrava pela frente, em casa ou na biblioteca da escola. Desde 2012, publica poemas para o público infantil no caderno JPZINHO do Jornal do Povo e realiza atividades que promovem a leitura e a escrita de crianças através de concursos literários e campanhas de doação de livros para entidades carentes (Natal Literário - 2014). 

Em 2014, foi patrono da 30ª Feira do Livro de Cachoeira do Sul e participou da idealização e inauguração do projeto "LER É PARA SEMPRE" dentro do Lar Transitório da cidade com a organização de uma biblioteca para as crianças do local através de doações. O projeto foi uma parceria entre AMICUS, Biblioteca Pública Municipal Dr. João Minssen e Jornal do Povo. Atualmente, é o Vice-Presidente Social da Associação Gaúcha de Escritores do RS - Biênio 2017-2018. 

Quando estava na 3ª série, o troco do lanche era usado para comprar marcadores de páginas que a professora Neuza da biblioteca fazia com personagens de histórias em quadrinhos. Foram mais de 150 modelos diferentes adquiridos e a coleção rendeu muitas histórias engraçadas quando a mãe descobriu tantos marcadores escondidos no quarto do menino-escritor. 

Já adolescente, escrevia muitos poemas e montava pequenos livros repletos de poesia para as grandes paixões daquela época. E assim, Marion nunca mais parou de escrever versos, inventar histórias malucas sobre eclipse, chuva, casa mal-assombrada, bruxa e formigas.